EXPERIÊNCIA NO ENSINO REMOTO DE GEOGRAFIA :POSSIBILIDADES E DESAFIOS NA EEM MARIA MARINA SOARES, GUARACIABA DO NORTE – CE

  • Carlos Jorge Teixeira Licenciado em Geografia pela Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA) e especialista em Ensino de Geografia pela Faculdade Venda Nova do Imigrante (FAVENI)
  • Virgínia Célia Cavalcante de Holanda Professora Associada da Universidade Estadual Vale do Acaraú. (UVA).
Palavras-chave: Ensino de Geografia. Estudo Remoto. Metodologias. Desafios. Possibilidades.

Resumo

O presente trabalho é um estudo acerca do ensino de Geografia no contexto da pandemia do novo coronavírus, visto que a educação viu-se impelida a passar por uma inesperada mudança estrutural. Trata-se de relato da experiência de virtualização do ensino presencial, uma realidade adotada emergencialmente no campo de estudo eleito para esta pesquisa, a Escola de Ensino Médio Maria Marina Soares, localizada no município de Guaraciaba do Norte, pertencente à rede estadual cearense de educação. Deste modo, o objetivo é compreender os principais desafios, mas também as possibilidades de ensinar e aprender Geografia na instituição escolar supracitada, diante da necessidade de um ensino remoto/virtual. O processo metodológico consistiu em revisão bibliográfica de temáticas pertinentes à pesquisa, levantamento dos recursos didáticos/digitais usados no percurso das aulas remotas, e entrevista com educadores e estudantes acerca de suas percepções sobre a experiência no ensino remoto. Assim, apreende-se que a experiência de ensino remoto verificada na EEM Maria Marina Soares insere os docentes de Geografia em um momento de adaptação não somente ao uso de tecnologias e uma nova rotina pedagógica, mas também no que se refere à seleção de conteúdo, materiais, metodologias e processos avaliativos, além da reflexão sobre seu papel de mediador do processo de ensino-aprendizagem e do próprio papel da ciência geográfica diante da emergência de um agente que trouxe consigo mudanças expressivas ao trabalho docente: as tecnologias digitais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Jorge Teixeira, Licenciado em Geografia pela Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA) e especialista em Ensino de Geografia pela Faculdade Venda Nova do Imigrante (FAVENI)
Licenciado em Geografia pela Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA) e especialista em Ensino de Geografia pela Faculdade Venda Nova do Imigrante (FAVENI)
Virgínia Célia Cavalcante de Holanda, Professora Associada da Universidade Estadual Vale do Acaraú. (UVA).
Professora Associada da Universidade Estadual Vale do Acaraú. (UVA).

Referências

ANDRADE, M. C. Geografia: ciência da Sociedade: uma introdução à análise do pensamento geográfico. São Paulo: Atlas, 1978.

BRASIL. Lei nº 13.415, de 16 de fevereiro de 2017. Altera a Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2017/lei/l13415.htm . Acesso em: 15 out. 2020.

______. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular – BNCC versão final. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf. Acesso em: 30 set. 2020.

CASTROGIOVANNI, A. C. Os movimentos a necessária inquietude do saber geográfico – novos desafios. In: CASTROGIOVANNI, A. C; TONINI, I. M; KAERCHER, N. A. (Org.). Movimentos no ensinar geografia. Porto Alegre: Imprensa Livre – Compasso Lugar Cultura, 2013. 320 p.

CAVALCANTI, L. S. Geografia, escola e construção do conhecimento. 7ª ed. Campinas: Papirus, 2005.

FALCÃO SOBRINHO, J; COSTA FALCÃO, C. L. Geografia Física: a natureza na pesquisa e no ensino. Rio de Janeiro: TMAISOITO, 2008. 86 p.

LACOSTE, Y. A geografia – Isso serve, em primeiro lugar, para fazer a guerra. Tradução de Maria Cecília França. 19ª ed. Campinas: Papirus, 2012.

MORAES, A. C. R. Geografia: pequena história crítica. 16ª ed. São Paulo: Hucitec, 1998.

MORAN, J. M. A educação que desejamos – novos desafios e como chegar lá. 4 ed.Campinas: Papirus, 2009.

PALFREY, J.; GASSER, U. Nascidos na Era Digital – entendendo a primeira geração de nativos digitais. Porto Alegre: Grupo A, 2011, 352 p.

PPP. Projeto Político Pedagógico. EEM Maria Marina Soares. 2020.

SANTOS, M. Por uma outra globalização: do pensamento único à consciência universal. 10. ed. Rio de Janeiro: Record, 2003.

SCHÄFFER, N. O; KAERCHER, N. A. Leituras, escritas e falas para que a docência em Geografia faça diferença para nossos alunos. In: Ler e escrever: compromisso no ensino médio. PEREIRA, N. M. et al. (Org.). Porto Alegre: Editora da UFRGS e NIUE/UFRGS, 2008.

SOUZA, A. A. N.; SCHNEIDER, H. N. Tecnologias Digitais na Formação Inicial Docente: articulações e reflexões com uso de redes sociais. ETD Campinas-SP, vol. 18, n.2, p. 418-436, abr./jun. 2016. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/305037148/download. Acesso em: 19 out. 2020.

STRAFORINI, R. Ensinar geografia: o desafio da totalidade – mundo nas séries iniciais. São Paulo: Annablume, 2004.

STÜRMER, A. B. As TIC’s nas escolas e os desafios no ensino de Geografia na educação básica. Geosaberes, Fortaleza, v. 2, n. 4, p. 3-12, dez. 2011.

Publicado
2021-08-13
Como Citar
Teixeira, C. J., & Cavalcante de Holanda, V. C. (2021). EXPERIÊNCIA NO ENSINO REMOTO DE GEOGRAFIA :POSSIBILIDADES E DESAFIOS NA EEM MARIA MARINA SOARES, GUARACIABA DO NORTE – CE. Revista Homem, Espaço E Tempo, 15(1), 45-62. Recuperado de //rhet.uvanet.br/index.php/rhet/article/view/493