PRECONDIÇÕES DE APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS

Os trabalhos a serem submetidos à Revista Homem, Espaço e Tempo devem ser originais e inéditos.

O autor é inteiramente responsável pelo conteúdo do artigo, não sendo responsabilizado o periódico que se reserva o direito.

Não são permitidas apresentações do mesmo artigo para outros veículos de publicação que ocorram ao mesmo tempo.

A Revista Homem, Espaço e Tempo envia os originais publicados para um processo acadêmico de revisão por pares (duplo-cego).

 

I- Formatação exigida para o texto

Os trabalhos devem ser enviados em extensão .doc (compatível com Microsoft Office Word 97-2003) e devem ter a seguinte formatação:

- Título: Times New Roman tamanho 14; Centralizado;

- Título deve ser traduzido em mais duas línguas estrangeiras, uma obrigatoriamente em inglês; Centralizado;

- Resumo deve contem até 250 palavras, justificado, letra deve ser a mesma do corpo do texto, sem espaçamentos. Após o resumo indicar três palavras chaves separadas por ponto.

- O resumo deve ser precedido de tradução em duas línguas estrangeiras, uma delas inglesa, bem como as palavras chaves.

- Corpo do Texto: Times New Roman, tamanho 12, justificado. As seções do artigo devem ser numeradas e ter a seguinte formatação: Times New Roman, tamanho 12, negrito e caixa alta;

-Parágrafo: Recuo de 1,25 cm na primeira linha. Sem espaçamento entre os parágrafos.

- Espaçamento: 1,5 cm

- Folha: tamanho A4;

- Margens: Inferior e Esquerda: 2,0 cm / Superior e Esquerda: 3,0 cm

- Citação recuada: Recuo de 4 cm e fonte Times New Roman tamanho 10;

- Títulos e legenda de figuras: Times New Roman tamanho 10; centralizado;

- Nota de Rodapé: Times New Roman, tamanho 9.

 

II - Formatação Geral

Os artigos devem ser precedidos por um resumo na língua em que for escrito e por dois resumos correspondentes em línguas estrangeiras (sendo um deles, obrigatoriamente, em inglês). Cada resumo deve ter, no máximo, 250 palavras, estar em espaçamento simples e vir acompanhado por uma relação de 3 palavras-chave. O título do artigo também deverá ser traduzido. É recomendado contratar um profissional para elaboração do resumo em língua estrangeira, devendo o autor apresentar declaração de tradutor de uma instituição reconhecida.

Tabelas e ilustrações (ABNT NBR 14724/dezembro/2005) devem ser referidas no texto e numeradas de acordo com a sequência em que forem apresentadas. As tabelas e ilustrações (mapas, figuras, fotografias, desenhos, entre outros) devem ter título na parte superior (fonte tamanho 10 e espaçamento simples) e legenda na parte inferior com a mesma fonte e tamanho. As ilustrações (gráficos, mapas, fotografias, desenhos, entre outros) deverão ser enviadas em formato GIF ou JPG, já inseridas no corpo do texto.

 

III - Diretrizes Gerais para citações

- Sobrenomes dos autores em caixa alta quando citados entre parênteses: (FREITAS, 1993, p.76);

-Quando citados no corpo do texto, os sobrenomes dos autores devem seguir este formato: Segundo Freitas (1993, p.76)

- Se um mesmo autor citado tiver mais de uma publicação no mesmo ano, identificar cada uma delas por letras: (FREITAS, 1993a) e (FREITAS, 1993b);

- Em obras publicadas por dois ou três autores, os sobrenomes são separados ou por “&” ou por vírgulas (“,”): (CUNHA & ALMEIDA, 2009) ou (PEDROSA JR., MURRIETA & ADAMS, 2008). Obras com quatro ou mais autores devem ser citadas da seguinte forma: (SOUSA JR. et al, 2019).

- Duas ou mais obras de um mesmo autor: a partir da segunda, substituir o nome do autor por seis “underlines”

THOMPSON, E.P. The making of the english working class. New York: Vintage Books, 1966.

______. Costumes em comum: estudos sobre a cultura popular tradicional. São Paulo: Companhia das Letras, 1998.

 

IV - Diretrizes Gerais para referências

- As referências bibliográficas devem constar exclusivamente ao final do texto, não em notas de rodapé;

-O título da obra ou do periódico deve ser destacado em negrito;

- As referências bibliográficas devem ser organizadas em ordem alfabética, estar em espaçamento 1,0, ter espaço de uma linha entre elas e estar alinhadas à esquerda;

 

V- Diretrizes para referências bibliográficas no texto:

 1- Livros

a) Livro (um autor)

DESCOLA, Philippe. As lanças do crepúsculo: relações jivaro na Alta Amazônia. São Paulo: Cosac Naify, 2006.

 

b) Livro (dois ou três autores)

GUIMARÃES, Márcia Noêmia; FALLEIROS, Ialê. Os diferentes Tempos e Espaços do Homem: atividades de geografia e de história para o Ensino Fundamental. São Paulo: Cortez, 2005.

PONTUSCHKA, Nídia; PAGANELLI, Tomoko Yida; CACETE, Núria Hanglei. Para Ensinar e Aprender Geografia. São Paulo: Cortez, 2007.

c) Livros (mais de três autores)

CASTROGIOVANNI, Antônio Carlos; CALLAI, Helena Copetti; SCHÄFFER, Neiva Otero, [et al]. (orgs.). Geografia em sala de aula: práticas e reflexões. Porto Alegre: UFRGS Editora e AGB-Seção Porto Alegre, 2003.

d) Livros traduzidos (demais informações, quando necessárias)

TARDIF, Maurice. Saberes Docentes e Formação Profissional. Trad. Francisco Pereira. 8. ed. Petrópolis: Vozes, 2007. 325p.

 

2- Capítulos de livro

a) Capítulo de livro

DAS, Veena. Engaging the life of the other: love and everyday life. In: LAMBEK, Michael. (Ed.). Ordinary ethics: anthropology, language and action. New York: Fordham University Press, 2010. p.376-399.

HESPANHOL, Antonio Nivaldo. A avaliação oficial de livros didáticos de geografia no Brasil: o PNLD de 2005. In: SPOSITO, Maria Encarnação Beltrão. (org.). Livros didáticos de História e Geografia: avaliação e pesquisa. São Paulo: Cultura Acadêmica Editora, 2006. p. 73-85.

b) Capítulo de livro do mesmo autor

SPOSITO, Maria Encarnação Beltrão. A avaliação de livros didáticos no Brasil – por quê? In: _____. Livros didáticos de História e Geografia: avaliação e pesquisa. São Paulo: Cultura Acadêmica Editora, 2006. p. 15-25.

 

3- Livro em formato eletrônico

SÃO PAULO (Estado). Entendendo o meio ambiente. São Paulo, 1999. v. 1. Disponível em: <http://www.bdt.org.br/sma/entendendo/atual/htm>. Acesso em: 8 mar. 1999.

 

4 - Artigo publicado em periódico (eletrônico).

a) Artigos com um autor:

 AB’SÁBER, Aziz. Sertões e sertanejos: uma geografia humana sofrida. Estudos avançados, v.13, n.36, p.7-59, 1999.

b) artigos com mais de três autores: indicar o primeiro nome e substituir os restantes por “et al

 SOUSA JR., Arnóbio Rodrigues de et al. Os desafios da conjuntura educacional à luz do Projeto Escola Sem Partido: uma análise da formação de professores de Geografia nos Sertões de Crateús. Revista Homem, Espaço e Tempo, v.13, n.2, p.48-66, 2019.

 

5- Trabalho publicado em Anais de Eventos

SOARES, Wilson José; PEZZATO, João Pedro. Entendendo o passado do ensino de geografia na rede pública de Mato Grosso através da história de vida dos professores aposentados: uma alternativa para pensar o futuro. In: Simpósio de Pós Graduação em Geografia da Unesp Rio Claro. 9. 2009, Rio Claro. Anais... Rio Claro, 2009. p. 1842-1852. Disponível em <http://sites.google.com/site/seminarioposgeo/anais> Acesso em: 10 abril 2010

Observação: Nos capítulos de livros, artigos de periódicos impressos e eletrônicos e trabalhos publicados em anais de eventos, quando a autoria tiver mais de 3 autores deve-se seguir a mesma regra para Livro com mais de três autores, empregando [et al]

6 - Artigo em jornal

a) artigo assinado

DIMENSTEIN, G. Escola da vida. Folha de S. Paulo, São Paulo, 14 jul. 2002. Folha Campinas, p. 2.

b) Artigo não-assinado

FUNGOS e chuva ameaçam livros históricos. Folha de S. Paulo, São Paulo, 5 jul. 2002. Cotidiano, p. 6.

 

7 - TESES (Trabalhos acadêmicos)

MARCELIN, Louis. L'invention de la famille afro americaine: famille, parenté et domesticité parmi les noirs du Recôncavo da Bahia, Brésil. 1996. 382 f. (Doutorado em Antropologia Social) – PPGAS/Museu Nacional, UFRJ, Rio de Janeiro, 1996.

PIRES, Lucineide Mendes. A prática pedagógica do professor de geografia do ensino fundamental. 2009. 154f. (Dissertação de Mestrado) Mestrado Acadêmico em Geografia – Instituto de Estudos Socioambientais, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2009.